Blog, Costura

Uma boa iniciativa que faz bem para todos – GAZ

“É muito importante eles olharem para nós.” A declaração de dona Nelícia Amabília, de 53 anos, revela a emoção que sentiu no último sábado, 17. Ela tirou a tarde de folga, em que trabalharia colhendo tabaco em lavouras de Cerro Alegre, para buscar um presente para as seis netas no Bairro Margarida. Assim como ela, no local improvisado na calçada de uma residência, dezenas de pessoas compareceram para receber um cachorro-quente, um brinquedo e também o sorriso dos integrantes do Grupo do Bem.

Este foi um dos locais em que os voluntários estiveram ao longo do sábado distribuindo alimentos, guloseimas, brinquedos e brindes. De acordo com a coordenadora do Grupo do Bem, Luciana Tremea, a atividade foi chamada de “Grand Finale” e encerrou uma ação iniciada ainda em abril, em plena pandemia, na qual os integrantes do grupo, ajudados por empresas e instituições parceiras, passaram a distribuir sopa, pão e verduras para famílias em situação de vulnerabilidade no município. “Estamos encerrando um ciclo de um projeto que consideramos absolutamente fundamental durante o período da pandemia. Foram 23 semanas e mais de 25 mil pratos de sopa servidos aos sábados”, contou Luciana.

LEIA TAMBÉM: Santa-cruzense costura cobertores para doação

Voluntários passaram a manhã de sábado preparando os lanches na Unisc. Atividade encerrou uma ação iniciada no mês de abril

O fim da distribuição da sopa tem um motivo: o calor. Segundo a coordenadora, o período mais quente impõe a necessidade de modificar a ação. “No inverno, uma sopa cai muito bem. Mas agora resolvemos adotar a alternativa do cachorro-quente. Queremos ainda em novembro fazer outro dia de cachorro-quente e no Natal ir em todos os bairros distribuindo brinquedos, lanches e ranchos.”

Luciana Tremea: grupo está com mais atividades programadas para o fim do ano

Moradora do Margarida, dona Nelícia ficou agradecida. Recentemente, a casa em que ela mora com a filha de 14 anos e o ex-marido de 57, o qual ajuda a tratar a diabetes, ficou bastante danificada devido a um temporal. O que restou do chalé, segundo ela, vem sendo consumido pelos cupins. Mesmo diante dos percalços, a boa ação do Grupo do Bem colocou um sorriso em seu rosto. “Isso que eles fazem é muito bom e importante para as crianças e para nós mesmos”, reconhece, abraçada em uma das netas, Tayla Riana, de cinco anos.

Nelícia foi com a neta Tayla buscar os presentes

Outra moradora do local que foi ao encontro do Grupo do Bem foi Ana Paula Marques Rodrigues, de 25 anos. Ela levou o filho Taisson Emmel Rodrigues, de oito anos. “É muito importante contar com atividades como essa, para pessoas que normalmente não ganham coisas assim. Tivemos a sorte de ganhar”, comentou.

Ana Paula e filho Taisson elogiaram a iniciativa desenvolvida no último sábado

LEIA TAMBÉM: Sopa do Bem vai beneficiar cerca de 200 famílias de Santa Cruz

“É o nosso papel”

Parceira desde o início da atividade, a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) foi o palco mais uma vez de toda a preparação para a ação de sábado. Desde a manhã, nas cozinhas do bloco 33, onde fica o curso de Gastronomia, os voluntários do Grupo do Bem, alunos e professores da Unisc prepararam os alimentos a serem distribuídos nos bairros, bem como embalaram os brinquedos e brindes. Para o diretor de Extensão e Relações Comunitárias da Unisc, professor Angelo Hoff, que estava presente na atividade, este é um dos papéis fundamentais da universidade.

“Achamos importante o papel da universidade em uma ação como essa, pois envolvemos nossa estrutura física, nossos professores, colaboradores e muitos alunos de diversos cursos, que também desenvolvem sua formação cidadã”, ressaltou Hoff. “Percebemos, durante essa caminhada, o quanto é fundamental levar um prato de comida para a comunidade. Vai marcar a vida de todo mundo que se doou para esse grande projeto solidário”, complementou.

Saiba mais

Criado há 15 anos por Luciana Tremea, o Grupo do Bem vem ampliando suas atividades ao longo do tempo. No início, focava as ações em datas especiais, sobretudo no Natal. Hoje, já conta com 162 participantes, de diversas profissões e idades. “Nossas parcerias renderam grandes ações e a coleta de muitos materiais, incluindo roupas, brinquedos e alimentos, o que nos permitiu auxiliar famílias em pontos como Progresso, Santuário, Bom Jesus, Beckenkamp, Viver Bem, Rauber, Belvedere, Margarida, Renascença, Praia dos Folgados, Travessa Cíntia, entre outros. Nosso lema é fazer o bem sem olhar a quem.”

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Sopa do Bem garante até mil refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade em Santa Cruz