Pular para o conteúdo

Tribuna do Norte – Sebrae e Fapern vão destinar R$ 800 mil para inovação nas regiões Seridó e Oeste do RN

O Sebrae do Rio Grande do Norte e a Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) assinaram, nesta quinta-feira (8), um termo de inovação e cooperação técnica, que visa fomentar a cultura inovadora entre as empresas dos setores de turismo da indústria têxtil das regiões do Seridó e Oeste. Além de consultorias e outras capacitações, será destinado às empresas um aporte de R$ 800 mil para que os pequenos negócios dessas duas cadeias produtivas possam implementar os projetos inovadores. 

“Temos de persistir em iniciativas que fomentam o empreendedorismo e possibilitam o aumento do número de novos empregos. Juntos, faremos mais pelos pequenos negócios e para que o RN se torne mais competitivo”, reforçou o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, na solenidade, ao lado do diretor superintendente da instituição, José Ferreira de Melo Neto, e da governadora Fátima Bezerra. Termo foi assinado na data em é comemorado o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico.

Já o presidente da Fapern, Gilton Sampaio, aproveitou a solenidade para apresentar as ações da fundação ao longo da gestão, anunciando a minuta do projeto de lei do Marco Legal da Ciência e Tecnologia do RN, e ressaltou a importância do programa. Os recursos previstos no convênio firmado entre Sebrae e Fapern, oriundos igualitariamente (50%) das duas instituições, servirão para implementar o Programa de Soluções Inovadoras para as Cadeias Produtivas do Turismo, da Indústria Têxtil e da Economia Criativa nas Regiões Oeste e Seridó.

As empresas contempladas serão selecionadas por meio de chamada pública, cujo edital deverá ser lançado até outubro, e deverão apresentar a ideia na área de inovação. Poderão participar da seleção microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais. A ação vai apoiar financeiramente 50 empreendimentos que apresentem ações de inovação dentro dos segmentos de moda e turismo, permeando essa iniciativa com a inserção de produtos da economia criativa. Cada um receberá ajuda financeira para por em prática a ideia inovadora. Além disso, receberão todo o suporte e acompanhamento do Sebrae e da Fapern, com consultorias e mentorias nas áreas de gestão administrativa, gestão financeira e marketing. O programa terá 24 meses de duração.