Blog

Têxteis com propriedades eletrónicas vêm a caminho

O cientista português Paulo Rocha não podia estar mais satisfeito. Os primeiros resultados do estudo internacional que integrou, liderado por Kamal Asadi, investigador do Instituto Max-Planck, na Alemanha, foram publicados e são altamente positivos. Está aberto o caminho para a utilização da eletrónica no vestuário do dia-a-dia.

“A procura de têxteis eletrónicos e inteligentes tem vindo a crescer, devido à viabilidade comercial e ao interesse dos consumidores”, explica Paulo Rocha, da Universidade de Coimbra, que acrescenta: “Mas a indústria têxtil enfrenta o desafio de encontrar fibras de materiais eletrónicos baratos e prontamente disponíveis, que sejam adequados às roupas modernas”.

A solução seria encontrar têxteis piezoelétricos. E esta descoberta recente vem dar resposta às preocupações da indústria têxtil. “Conseguimos demonstrar a fase piezoelétrica em fibras de nylon que podem, assim, ser usadas para a criação e deteção de eletricidade. O baixo custo destes materiais e a presença de uma indústria forte permitem o aumento da escala das fibras de nylon piozoelétrico em direção a aparelhos inteligentes e acessíveis”. Ou seja, está aberto o caminho para os têxteis eletrónicos ou e-têxteis.

Esta investigação foi publicada na revista científica Advanced Functional Materials e conta, entre os seus autores, com a participação de Paulo Rocha, do Centro de Ecologia Funcional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).