Pular para o conteúdo

Tentando pacificação, Sport costura candidatura única e define eleição para o dia 15 de julho | sport

  • por

O Sport passou pelas renúncias de presidente e vice, dois meses após uma eleição que se arrastou por 150 dias, e com direito ao pleito mais acirrado da história. Agora, em crise e próximo ao Z-4 da Série A, o clube tenta reorganizar os bastidores para a votação – que deve acontecer no dia 15 de julho.

A ideia é fazer com que as novas eleições presidenciais, que terá voto direto do sócio, contem apenas com uma chapa.

A data está acertada mediante acordo na Justiça, após ação dos candidatos ao último pleito, Nelo Campos e Delmiro Gouveia. A convocação oficial, por sua vez, deve acontecer na sexta-feira – quando começam a contar os prazos estatutários. Mas o processo eleitoral começou nesta terça, com a nomeação da Comissão Eleitoral.

Nos bastidores do clube, um nome surge como favorito ao posto de candidato aclamado: Gustavo Dubeux, que presidiu o clube entre 2011 e 2012. A ideia é que a chapa conte, também, com as presenças de Nelo Campos e Leonardo Lopes. A costura, no entanto, esbarra em um problema: embora aceite ajudar a nova gestão, Dubeux refuta a ideia de assumir a presidência.

Com resistência familiar e pouco tempo disponível para se dedicar ao clube, Gustavo descarta, a princípio, encabeçar a gestão. A ideia é encontrar uma solução até a segunda-feira, quando as lideranças do clube pretendem resolver os próximos passos.

Reunião no Sport define modelo da nova eleição do clube

Candidato ao último pleito do Sport, Delmiro Gouveia ainda não sabe se colocará mais uma chapa para disputa na Ilha do Retiro. Mas defende e diz fazer parte do movimento em prol da unificação.

– Até agora não foi marcado nada, não tem nada decidido, tem muita gente conversando. Venho dizendo a bastante tempo, acho que o Sport tem que se unir. Não se unir não é um caminho. Acho que a união é salutar. Faço parte dessa ideia de convergência.

Eduardo Carvalho, por sua vez, também candidato na última eleição, pensa em concorrer novamente. Defendendo o princípio de união, ele diz que aguarda a oficialização dos processos para o pleito e tem a intenção de colocar-se na disputa.

– A gente espera ainda que haja um comunicado oficial, do dia e de como vai ser. Se vai ser apenas para presidente e vice do executivo. Estou brigando ainda para que seja também do Conselho, mas sempre busquei unidade. Só que não pode ser em torno de um nome, se não vamos repetir o que vem acontecendo no Sport historicamente. Em princípio, nossa chapa está formada sim, e estamos aguardando para saber.

Eleição para a presidência do Sport deve ser no dia 15 de julho

Eleição para a presidência do Sport deve ser no dia 15 de julho

Sport x Náutico Ilha do Retiro — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press