Blog

Portugal acompanha subida das vendas no retalho europeu em outubro

Portugal acompanhou a performance de vendas do retalho europeu no mês de outubro, face ao mês anterior de setembro. Os registos do Eurostat mostram que as vendas no retalho nacional cresceram 1,6% relativamente o mês anterior de setembro, enquanto na zona euro e na UE27 essa evolução foi de 1,5%, em ambos.

De registar que no mês de setembro, face a agosto, as vendas a retalho tinham decrescido 1,7% na zona euro e 1,3% na UE27. Já Portugal esteve em contra-ciclo, com um crescimento de 2,1% face ao mês anterior de agosto.

Na comparação mensal – setembro 2020 vs setembro 2019 – os dados do Eurostat demonstram que as vendas de produtos não alimentares e de produtos alimentares e bebidas aumentou 2% zona euro. Já na EU27, o crescimento de 2% manteve-se nos produtos não alimentares, enquanto os produtos alimentares e bebidas cresceram 1,9%.

Entre os Estados-Membros com melhores comportamentos ao nível das vendas, estaque para a Dinamarca (+8,3%), Croácia (+6,5%) e França (+2,8%). Já no campo inverso, Eslovénia (-1,4%), Eslováquia (-1,2%), Holanda (-0,7%) e Luxemburgo (-0,3%) foram os países que pior resultado obtiveram.

Na comparação anual – outubro 2020 vs outubro 2019 – Portugal não manteve a performance positiva, tendo registado uma quebra de 0,7% quando no mês anterior tinha um aumento de 0,4% face ao 9.º mês de 2019.

Portugal esteve, assim, em contra-ciclo face à média europeia, indicando o Eurostat um crescimento global, em outubro de 2020 face ao mesmo mês em 2019, de 4,3% na zona euro e de 4,2% na UE27.

Nesta comparação verifica-se que as vendas de produtos não alimentares, na zona euro, cresceram 5,4%, sendo que dentro desta categoria, o destaque vai para a evolução de 28,5% nas operações efetuadas na Internet, enquanto têxtil, roupa e calçado continuam o caminho descendente com uma quebra de 14%.

Nos produtos alimentares e bebidas, os dados mostram uma subida de 5,1% face a igual período de 2019.

Já na UE27, os produtos não alimentares cresceram 5,7% (+29,2% para o e-commerce e-13%para o têxtil, roupa e calçado) e os produtos alimentares e bebidas subiram 4,6%.

Entre os Estados-Membros com melhores performances estão Irlanda (+13,8%), Dinamarca (+12,5%) e Lituânia (+8,5%). Já do outro lado da “barricada”, Eslovénia (-11,1%), Malta (-7,2%) e Bulgária (-5,3%) aparecem como os países que piores resultados obtiveram nas vendas a retalho no 10.º mês de 2020 face ao mesmo ano de 2019.