Nova coleção à imagem de Cristina Ferreira criada e produzida em Barcelos

  • por

A nova coleção de vestuário feminino de Cristina Ferreira, em parceria com a Tricothius, do grupo Valérius, de Barcelos, foi uma das novidades do Modtissimo, o salão têxtil que esta semana decorreu na Alfândega do Porto, numa organização da Associação Selectiva Moda. A coleção de primavera-verão da marca Cristina é composta por 65 peças, desenhadas especificamente a pensar numa mulher “forte, segura, provocadora, atrevida e sorridente”, à imagem da apresentadora de televisão, e que estará à venda no retalho multimarca, bem como através das plataformas digitais.

“Somos anunciantes da revista Cristina, através da nossa marca Concreto, e, no princípio do ano, tivemos a oportunidade de lhe propor que toda a parte de malhas tricotadas fossem produzidos pela Tricothius. Percebemos que havia um interesse mútuo de renovação do estilo de vestuário da coleção, e daí evoluímos para um conceito mais vencedor, de um total look”, diz a CEO da Tricothius, que tem a seu cargo o design, a produção e a comercialização da marca. Tudo sujeito a aprovação prévia da apresentadora de televisão.

E o mercado parece gostar. “Claramente há uma satisfação com a aposta de viragem do próprio estilo da coleção, com os clientes a reagirem muito positivamente”, explica Teresa Marques Pereira. Para já, a aposta é no mercado nacional. A internacionalização ficará para mais tarde. “Estamos a tentar perceber em que moldes fará sentido essa internacionalização, mas é ainda muito prematuro”, refere.

Sobre a feira, onde a Tricothius esteve a apresentar também a mais recente coleção da Concreto, e em busca de clientes de private label, Teresa Marques Pereira estava satisfeita. “Preparámos bem a feira. Não se podem esperar resultados do Modtissimo ou de qualquer outro certamente se não o prepararmos corretamente”, diz.

Numa edição que surpreendeu pela positiva – foi o único salão têxtil a decorrer fisicamente na Península Ibérica -, o Modtissimo recebeu mais de quatro mil visitantes, com um reforço da participação de compradores estrangeiros, cujo número cresceu cerca de 25% em relação à edição anterior, elevando a quota de estrangeiros de 10% para 12,5%. Maioritariamente europeus, mas também dos Estados Unidos e até do Qatar.

A Between Parallels – associação para o design e desenvolvimento sustentável, que junta marcas do calçado ao vestuário, passando pelos acessórios, joalharia e decoração de interiores – foi outra das novidades da 56.ª edição do Modtissimo. Marita Setas Ferro, criadora da Marita Moreno, marca de calçado de Lourosa, Santa Maria da Feira, foi a grande impulsionadora do projeto, com base no princípio de que a união faz a força.

“Somos todos microempresas e percebemos que, sozinhos, o crescimento seria muito complicado, porque os custos da internacionalização são muito altos. E se a situação já era difícil antes, com a pandemia, as marcas ficaram sem capacidade financeira para se darem a conhecer”, explica. A ideia é partilhar sinergias, reduzindo custos, quer na presença conjunta em feiras, como no Modtissimo, quer na encomenda de materiais. Vão marcar presença, já em outubro, na Who’s Next, em Paris.