Pular para o conteúdo

Mês do aniversário de Volta Redonda será marcado por ações voltadas para assistência social

  • por

Comemorações vão incluir reabertura de mais quatro CRAS, além de entrega das obras de revitalização em seis unidades já em funcionamento – foto: Divulgação

Volta Redonda – Ações na área de assistência social vão marcar o mês do 67º aniversário de Volta Redonda, comemorado em 17 de julho. A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac), preparou uma agenda com a reabertura de mais quatro CRAS (Centros de Referência à Assistência Social), que vão somar aos 21 que retomaram as atividades desde janeiro deste ano; e ainda a entrega das obras de revitalização em outras seis unidades já em funcionamento.

O secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, lembrou que, desde o início de 2021, a nova administração municipal reabriu 21 unidades de CRAS. “No próximo mês, vamos entregar mais quatro unidades à população. Estamos trabalhando para atingir a meta de reativar todas as 35 que funcionavam até 2016 até o final do ano”, disse.

“Todas com equipe completa, composta por coordenador, funcionário administrativo, assistente social, psicólogo, orientador social e entrevistador social, e recebendo a população”, contou, lembrando que as atividades em grupo são realizadas de acordo com as normas sanitárias de prevenção à Covid-19.

Já no dia 1º de julho, às 9h, as obras de revitalização do CRAS Dom Bosco serão entregues à população. No dia 02, no mesmo horário, os moradores do São Carlos é que passam a contar com a unidade totalmente reformada. Também foram revitalizadas as unidades dos bairros Siderlândia, Voldac, Monte Castelo e Água Limpa.

Mais quatro CRAS serão reabertos em julho

No próximo dia 08 de julho, os moradores do bairro Candelária voltam a contar com os serviços oferecidos no CRAS. No dia 15, será beneficiada a comunidade do Jardim Belmonte; no dia 22, a reinauguração será no bairro São Cristóvão; e no dia 29 de julho, será reaberto o CRAS do Volta Grande. Todas as unidades serão entregues à população às 9h.

Além da reforma na parte física dos CRAS, toda equipe foi reestruturada para oferecer os serviços aos moradores. “O acompanhamento familiar; o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos; cadastro para o Cadastro Único (CadÚnico) para participação dos programas do Governo Federal; concessão de benefícios eventuais, através de avaliação técnica, como cesta básica, auxílio funeral e aluguel social”, enumerou Munir.

O Departamento de Atenção Básica da Smac também iniciou a retomada das oficinas de Inclusão Produtiva, respeitando as medidas de prevenção à Covid-19 como distanciamento social, disponibilização de álcool 70% e medição de temperatura corporal. Os cursos contemplam diversas áreas como culinária, artesanato, costumização de roupas e móveis, manicure, cabeleireiro, barbeiro, corte e costura, e outros.

“As oficinas de qualificação são instrumento de geração de renda e reinserção no mercado de trabalho e se tornam ainda mais importantes neste momento de pandemia, onde muitos perderam o emprego”, acredita Munir, contando que a próxima etapa será promover a reintegração dos grupos de convivência e reforçar práticas com os idosos.

Há quatro anos, o município contava com 62 grupos de convivência, que foram desfeitos. “Estamos nos reorganizando desde janeiro para tornar o nosso município novamente referência na assistência social. Já fizemos reuniões com os coordenadores desses grupos de convivência e, até agosto deste ano, estaremos com grande parte funcionando novamente. Tudo com as medidas de prevenção à Covid-19, inclusive com a vacinação da terceira idade”, disse o secretário.

Projeto Coluna Reta

Também está na programação da assistência social para o mês de aniversário de Volta Redonda a implantação do projeto Coluna Reta em mais seis CRAS. Passam a fazer parte do programa as unidades dos bairros Siderlândia, em 08 de julho; Belo Horizonte, no dia 09; Voldac e Verde Vale, no dia 16; Monte Castelo e Nova Primavera, no dia 23.

O “Coluna Reta” é um serviço de triagem contínua de crianças e adolescentes entre seis e 18 anos para prevenção e diagnóstico precoce da escoliose idiopática, lançado pela Prefeitura de Volta Redonda no mês de Conscientização Mundial da Escoliose, o Junho Verde. A triagem está sendo feita por meio dos CRAS e o projeto prevê avaliações periódicas com o ortopedista Juliano Coelho, que coordena a ação, na Policlínica da Cidadania.

Os CRAS dos bairros Santo Agostinho, Vila Americana, Retiro e Vila Brasília foram os primeiros a fazerem a triagem para o projeto, que também envolve as secretarias de Ação Comunitária (Smac), Saúde (SMS), Esporte e Lazer (Smel) e Educação (SME).