Blog, Costura

Máscaras confeccionadas por detentos são entregues à Prefeitura de Santa Maria

Mil máscaras de proteção facil confeccionadas por detentos da Penitenciária Estadual de Santa Maria foram repassadas, nessa sexta-feira, ao Executivo municipal. O trabalho do grupo de nove apenados faz parte da iniciativa de reinserção social e de oportunidade de trabalho, promovido pelo Executivo em parceria com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe).

“O trabalho que os apenados fazem de confecção dessas máscaras vai salvar vidas. Esse trabalho dos apenados faz parte do nosso projeto Reintegra Santa Maria, que busca dar oportunidade de aprender uma profissão que auxilie na reinserção social deles”, destacou o prefeito Jorge Pozzobom, ao receber o material no Gabinete de Governança.

Os itens de proteção serão destinados às equipes que atuam na Fiscalização Integrada do Município, na Patrulha da Máscara e nas secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social. O secretário de Saúde, Guilherme Ribas, presente na entrega dos itens, explica que o material para confecção das máscaras foi fornecido pela Prefeitura e o acordo é que mais mil itens sejam entregues. Os insumos foram custeados com recursos da Saúde, com investimento de R$ 4.196,80. Cada máscara tem custo de R$ 2,10.


O delegado da Susepe, Anderson Prochnow, agradeceu o apoio da Prefeitura na ação feita junto aos apenados e reforçou que o resultado vai além das máscaras prontas, já que é possível perceber o quanto os detentos se interessam pelo trabalho. Segundo Prochnow, se dependesse dos apenados, o serviço de corte e costura funcionaria em feriados e finais de semana também. Além da confecção dos itens de proteção ao coronavírus, o Reintegra Santa Maria também conta com o trabalho dos apenados nas praças da cidade, em que realizam a limpeza, manutenção e revitalização dos espaços. O grupo que integra a iniciativa já atuou nas praças do Mallet e dos Bombeiros.