Blog, Costura

Londrina autoriza volta das aulas presenciais para cursos livres » FDR

Nesta segunda-feira (5), um decreto do poder executivo determinou que os cursos livres, como de idiomas, música, corte, costura, autoescolas e outros, podem retornar às aulas presenciais em Londrina.

Londrina autoriza volta das aulas presenciais para cursos livres (Foto: Google)

Apesar disso, as aulas das instituições de ensino públicas e privadas da cidade seguem suspensas até o dia 31 de outubro por conta da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o decreto, que foi publicado na semana passada, é obrigatório ofertar álcool em gel 70% em todas as entradas e o uso da máscara deve ser contínuo e obrigatório.

Além disso, está limitado em dez pessoas o número de estudantes em uma mesma aula, de forma que a distância mínima entre cada um deles sejam de 1,5 metros. As crianças de até 12 anos ainda estão proibidas de frequentarem as aulas presenciais.

De acordo com a proprietária de uma unidade de curso de idiomas em Londrina, Ana Claudia Leão, a escola com os alunos compensa qualquer esforço para colocar em prática as regras estabelecidas.

No planejamento, está incluso o retorno gradual, aqueles alunos que trancaram a sua matrícula serão os primeiros a retornar na primeira semana. 

Já na próxima semana, o objetivo é que sejam atendido os alunos que tinham cancelado os contratos e por fim aqueles que permaneceram estudando de forma online, mas querem retornar.

“Tínhamos turmas com 16 alunos e já repaginamos todo o mapa de aulas. O presencial vai voltar gradualmente e já tenho mães ligando querendo que os filhos voltem ,mas quando vamos ver a matrícula, o aluno tem sete, oito anos e ainda não é permitido”, disse.

A empresária disse que a escola vai tomar medidas para garantir a segurança de alunos e professores. 

Como por exemplo, tendo horários exclusivos na parte da manhã, os funcionários vão receber kits com máscaras, álcool em gel de bolso e luvas e um folheto com as novas regras.

Outra medida é a realização de uma pesquisa para saber se os alunos já tiveram contato com o novo coronavírus, por meio de familiares ou até se já foram contaminados. 

A sócia-proprietária da Teachers Inglês & Intercâmbio, Eliana Jabour, disse que o maior desafio para o retorno das aulas é mostrar para os alunos que é seguro que eles voltem para a escola.

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.