Blog, Costura

IEMA oferece capacitações para geração de renda e estímulo da autonomia – O Maranhense

A rede de Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) reforça as ações de geração de renda e autonomia, realizando mais de 20 cursos de qualificação e beneficiando cerca de cinco mil pessoas. O público são pais e responsáveis de alunos, que perderam trabalho por conta da pandemia do novo coronavírus. Há capacitações nas áreas de produção de alimentos, artesanato, beleza, eletromecânica e outros. Coordenados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), os cursos terão as aulas presenciais nas unidades plenas e vocacionais do IEMA e nos Centros Educa Mais. 

“A secretaria está realizando cursos profissionalizantes com o principal objetivo de capacitar e auxiliar as pessoas no retorno ao mercado de trabalho e a terem uma atividade econômica. A grande novidade é a entrega de um kit Mais Renda aos alunos, para que possam dar o primeiro passo em direção à atividade econômica. A ação reforça a visão do Governo do Estado em oportunizar capacitação, educação e geração de emprego e renda”, pontua o secretário adjunto de Educação Profissional e Integral da Seduc, André Bello. Os cursos alcançam maranhenses em mais de 100 municípios.

Na lista de capacitações oferecidas estão corte e costura, eletricista predial, instalação e manutenção de ar condicionado, cabeleireiro, operador de caixa de supermercado, jardinagem, estética, mecânica de motocicleta, reparo e manutenção de celular, manicure e pedicure, modelista e design de sandália em couro, confeitaria, construção de embarcações artesanais maranhenses, reciclagem de papel, reaproveitamento de garrafa pet, biojoias, reaproveitamento de madeira, cerâmica, confeiteiro e panificação.

A costureira Simone Martins Andrade, 50 anos, participa do curso decupagem e arranjos natalinos. Para ela, a qualificação é a oportunidade para ampliar conhecimentos e ainda contribuir com o meio ambiente. “Gosto de trabalhos manuais e de arte, e sempre tive curiosidade para aprender. É uma oportunidade a mais para, no futuro, idealizar esse aprendizado como profissão e ainda ajudar a preservar o planeta, considerando que trabalhamos com itens recicláveis. Está sendo uma experiência incrível e vou futuramente fazer mais cursos”, disse. 

“Gostei bastante dos cursos e os professores são muito competentes”, enfatiza Maria Carolina Gomes dos Santos, 54 anos. Ela participa dos cursos de Panificação e Confeitaria e Comidas Típicas Maranhenses e afirma que, antes das qualificações, não sabia preparar estes pratos. “Aprendi tudo nos cursos e hoje faço em casa, para minha família e amigos. O aprendizado trouxe um estímulo e, futuramente, pretendo transformar em profissão e empreender”, afirma. 

Os cursos têm carga horária entre 80 a 140 horas. Ao final do aprendizado, os alunos recebem certificado e o kit Mais Renda, que vai auxiliar na prática do conhecimento, no ingresso ao mercado de trabalho e na montagem de um negócio próprio. A medida integra o Plano Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, ação do Governo do Estado, que desenvolve ações com foco na geração de trabalho e renda, com fins a amenizar as dificuldades econômicas devido à pandemia.