“Homem do presidente” de fora e o candidato que promete não fazer nada; leia no RD! – Diário Online

  • por

As eleições em Belém já contabilizam dois perdedores, antes
mesmo da abertura das urnas. O mais notório deles é o deputado federal Éder
Mauro, cujo estilo raivoso sem causa não seduziu os convencionais do PSD. Por
tabela, a derrota alija o bolsonarismo do pleito, pois o delegado se intitula
“o homem do presidente” no Pará. Considerado nome certo na eleição, Éder não
teve topete para superar Gustavo Sefer e foi fragorosamente goleado por 10
votos a 1 na convenção realizada ontem. Sefer, de perfil agregador, já costura
alianças para encorpar a chapa.

MICO

A outra fragorosa derrota pré-eleitoral tem bico e plumagem.
A convenção tucana consagrou o baixo astral. Desidratado, o PSDB expõe
publicamente o seu desmantelamento no Estado, sem nome qualificado para
viabilizar candidatura própria à sucessão de Zenaldo Coutinho. O fato em si
constitui um vexame histórico. Agarrou-se ao imberbe Thiago Araújo (Cidadania),
cujo único atributo é ser herdeiro de antigo cacique tucano hoje entrincheirado
na corte de contas municipal. A convenção foi marcada pelo desânimo,
prestigiada apenas por aspones e DAS.

ACLAMAÇÃO

A convenção do MDB aclamou o nome do deputado federal José
Priante para concorrer à Prefeitura de Belém. Em clima festivo, ele foi
recepcionado pelos convencionais, ao lado da candidata a vice, Patrícia Queiroz
(PSC), conhecida cantora gospel da Igreja Quadrangular. O evento realizado
reuniu lideranças e parlamentares do partido, com destaque para a participação
do governador Helder Barbalho.

UTINGA

Na aguardada sessão do Conselho Superior do Ministério
Público, ontem, o conselheiro Hamilton Salame não aceitou o pedido de
arquivamento do inquérito civil referente a irregularidades nas obras do Parque
do Utinga durante o governo Jatene. Ele determinou que o promotor encarregado
do caso, Daniel Azevedo, realize novas diligências. Em nota, anteontem, o RD
chamou atenção para a importância dessa decisão. Azevedo, o mesmo que enterrou
o rumoroso caso Dinheirinho, é conhecido nos corredores do MPPA como “coveiro”
das mazelas tucanas.

GAVETA

Os demais procedimentos envolvendo ilícitos na Sespa,
Cosanpa, Detran, Seduc, Sema e outros órgãos, tanto na capital quanto no
interior, durante a cavernosa gestão de Simão Jatene, foram todos olimpicamente
arquivados. São processos que estavam emperrados há quase uma década e que, a
partir de agora, repousam em sono eterno nas gavetas do esquecimento, sem que
os responsáveis sejam sequer advertidos pelas falcatruas perpetradas contra o
erário. Faltou coragem e espírito público aos ditos fiscais da Lei.

HOMICÍDIO

Hilton Soares Souza Filho, apontado como assassino do ator
Ricardo Sena de Macedo, conhecido como Ricardo Bomba, será julgado hoje, a
partir das 8h, no Fórum de Belém, em sessão presidida pelo juiz Raimundo Moisés
Alves Flexa com restrição de público por causa da pandemia. O crime ocorreu no
dia 1º de maio de 2019, no conjunto Pedro Teixeira, no bairro do Coqueiro.
Imagens de vídeo mostram que Hilton esmurrou o humorista, que caiu e bateu a
cabeça na calçada. Em seguida, o agressor ainda chutou a cabeça da vítima já
desfalecida no chão.

LINHA DIRETA

O pré-candidato
Dr. Daniel Santos (MDB) à prefeitura de Ananindeua terá Erick Monteiro (PSDB)
como vice. A parceria é inédita entre os partidos na disputa pela prefeitura da
segunda maior cidade do Estado. A costura política envolveu o deputado Nilson
Pinto e o prefeito Manoel Pioneiro.

Na festiva convenção
do PSOL, ontem, no hotel Sagres, que lançou Edmilson Rodrigues para disputar
pela quinta vez a Prefeitura de Belém, a novidade foi o anúncio da proposta de
renda mínima para famílias pobres e o financiamento para micro e pequenas
empresas.

A frente de
esquerda encabeçada por Edmilson é composta, além de PSOL e PT, por PCdoB, PCB,
Rede, PDT e UP. A convenção do PT, que confirmou Edilson Moura como vice na
chapa, foi realizada no começo da tarde, no mesmo local, reunindo dezenas de
convencionais.

A figura mais
surpreendente desta eleição vem de Abaetetuba: é The Lithos Show, candidato a
vereador. Sua proposta é simples: não fazer nada. Pautou sua plataforma no
exemplo de outros vereadores que, segundo ele, são absolutamente inúteis e têm
casa, carro e um bom salário.

O principal apelo
da campanha de The Lithos é fazer farra todos os dias, agitando a vida cultural
da cidade. Ninguém trabalha, todo mundo engana, diz ele. Por isso, resolveu
apelar para a sinceridade: se eleito, Abaetetuba vai virar um local de festas,
música e alegria.

Pesquisadores do
cooperativismo realizam, hoje e amanhã (18), o 1º Encontro Paraense de
Pesquisadores do Cooperativismo. O evento on-line tenta estimular a produção de
conhecimento científico sobre o sistema cooperativista. A transmissão será
feita pela plataforma Microsoft Teams.