Gaspar é oficialmente Capital Catarinense da Moda Infantil – Jornal Floripa – Notícias de Florianópolis

  • por

Desenvolvimento econômico! Gaspar é oficialmente a Capital da Moda Infantil em Santa Catarina. A conquista, almejada há pelo menos dois anos, foi publicada no Diário Oficial no final de outubro e traz uma série de responsabilidades à cidade Coração do Vale.

Quem fala sobre o título é Douglas Junkes, coordenador no Núcleo Têxtil da Associação Empresarial de Gaspar (Acig). “Nossa cidade conta com mais de 1500 empresas têxteis. Destas, pelos menos 500 são indústrias de confecção infantil. Um número extraordinário”, enfatiza.

De acordo com Junkes, este é um momento histórico: “Com o título outorgado, temos suporte e embasamento para que efetivamente sejamos capital da moda infantil. Isso nos enche de alegria, reflete o senso de pertencimento, gera mais foco”.

Por outro lado, há diversos pontos a serem alinhados. “Sendo referência nesse segmento, os olhos dos nossos clientes e consumidores serão outros. Daqui, espera-se um produto diferenciado, com qualidade superior e gestão de custos correta”, explica.

Ele ainda cita o alinhamento com a inovação e a sustentabilidade. “Não tenho dúvidas que essa responsabilidade vai alavancar nossas indústrias. Abrem-se inúmeras janelas de oportunidades. Trabalho intenso, tanto para empresas quanto ao poder público”, pondera.

Uma sugestão de Junkes para o futuro é que a cidade busque atrair o turismo de compras e negócios através de um centro que viabilize a venda e promoção de eventos do gênero, como palestras, seminários, encontros técnicos, além de desfiles de moda.

Relembre

Em outubro de 2018, a possibilidade de nomear Gaspar como capital da moda infantil foi pautada em uma das reuniões da Acig. Na oportunidade, os participantes refletiram sobre as cidades que estão em volta.

Enquanto Pomerode é considerada a cidade mais alemã do Brasil, Brusque o berço da fiação catarinense, Ilhota a capital da moda íntima e praia, Luiz Alves tem o nome ligado à produção da cachaça e Blumenau conhecida pela cerveja, qual a identidade de Gaspar?

Pensando nisso, a coordenação do Núcleo Têxtil procurou o programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) e contou com o apoio do governo municipal. A demanda então foi levada ao deputado federal Rogério Peninha, que também aderiu à ideia.

O projeto foi protocolado em 8 de agosto de 2019. Todo o processo aconteceu dentro dos trâmites normais do Congresso Nacional e seguiu o ritmo das adaptações diante da pandemia do coronovírus.

União

Douglas Junkes, coordenador no Núcleo Têxtil da Associação Empresarial de Gaspar (Acig), afirma que a conquista só foi possível pela união de forças. “Agradeço a imprensa gasparense, o poder público, ao nosso campus do Instituto Federal de Santa Catarina, aos empresários e toda comunidade”.