Gabinete do vice-governador recebe da Seapen doação de máscaras confeccionadas por apenadas de Guaíba

  • por

Secretário Faccioli; Roberta Zabadal, diretora da PEFG; e Veiga, superintendente da Susepe, com o vice-governador Ranolfo

08/10/2020
Ascom Seapen e Susepe / Edição: Marcelo Flach/Secom – Foto: Divulgação Seapen

Foram entregues ao vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, 90 máscaras de proteção individual confeccionadas por presas da Penitenciária Estadual Feminina de Guaíba (PEFG).

Participaram da entrega o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli, e o superintendente da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), César da Veiga, acompanhados por servidoras penitenciárias da unidade prisional.

“Este momento de pandemia, que é da excepcionalidade da humanidade, é difícil para todos, mas vamos seguir em frente, e estas ações contribuem bastante para evitar o avanço da Covid-19”, disse o vice-governador durante o agradecimento.

Ranolfo pontuou a necessidade de todos usarem máscaras durante as visitas para os presos, processo que voltará a ocorrer no sistema penitenciário a partir de 16 de outubro.

O superintendente Veiga enfatizou o apoio técnico e logístico da 10ª Delegacia Penitenciária (Porto Alegre e Região Metropolitana) na produção de máscaras nas casas prisionais.

Conforme Roberta Zabadal, diretora da PEFG, já foram confeccionadas cerca de 15 mil máscaras desde o início da pandemia. Todas são produzidas seguindo normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com material filtrante.

A diretora também informou ao vice-governador que outros convênios estão em estudo para viabilizar trabalho para apenadas, como a confecção de roupas infantis e produção de bordados.

Máscaras rosa

A próxima demanda da PEFG é a costura de 200 máscaras na cor rosa, da Campanha Outubro Rosa, para a conscientização do diagnóstico do câncer de mama. A oficina de costura será ministrada pela agente penitenciária Jocenir Amaral da Silva. As máscaras serão distribuídas para servidoras e apenadas. Na casa prisional em Guaíba, 317 mulheres cumprem pena.

Maternidade ampliada

Ainda na agenda com o vice-governador Ranolfo na segunda-feira (5/10), o secretário Faccioli informou sobre o andamento de entendimento com a prefeitura de Guaíba para a ampliação de mais 20 vagas na maternidade do Hospital de Guaíba para o atendimento a presas grávidas e ainda disponibilizar a especialidade de pediatria para seus bebês. “É uma iniciativa que humaniza mais o sistema, no cuidado com mães e crianças”, disse o titular da Secretaria da Administração Penitenciária.