Pular para o conteúdo

Fiesc esclarece situação de Laboratório Têxtil do Senai e anuncia investimentos em Brusque

  • por

Na noite de quarta-feira, 23, a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) esteve reunida com o setor industrial de Brusque. O encontro foi pautado pela reestruturação da federação e pelo esclarecimento sobre a possibilidade de encerrar uma das atividades oferecidas na cidade para as indústrias, o Laboratório Têxtil do Senai.

A Faculdade Senai recebeu do Ministério da Educação uma nova classificação, ela se tornou um Centro Universitário. Por esse motivo, uma reformulação passou a ser necessária. Entre os objetivos da restruturação estão a melhora na eficiência dos serviços oferecidos, redução de custos e realocação de investimentos.

Laboratório de serviços

Um dos principais rumores que preocuparam entidades de Brusque foi a possibilidade de o Laboratório de Ensaios Físico e Químico Têxteis (Lafite) ter suas portas fechadas. A suspeita era de que o local não atenderia mais a demanda da região. Também, que as indústrias deveriam utilizar a estrutura de Blumenau.

Conforme o presidente da federação, Mário Cezar de Aguiar, está sendo estudada a possibilidade de concentrar os serviços complexos na sede de Blumenau. Entre os motivos citados, está o fato de a reitoria do centro universitário estar na cidade.

Diferente do que foi especulado, o Lafite não faz parte da formação de novos profissionais. Atualmente, o local é utilizado exclusivamente para atendimento às indústrias. Ou seja, não afeta a mão de obra da região.

Segundo o diretor regional do Senai e diretor de Educação e Tecnologia, Fabrizio Machado Pereira, a empresas de Brusque e região representam apenas 17% dos usuários do laboratório. Como os serviços prestados pelo Lafite também são encontrados em Blumenau, ele destacou que está sendo estudada a viabilidade de manter ambos em funcionamento.

A resposta desse estudo não deve surgir tão cedo. A decisão de manter ou não a oferta dos serviços em Brusque deve ser feita no prazo de um ano e meio à dois anos.

R$ 34 milhões de investimentos

Entre as novidades apresentadas pelo presidente da Fiesc está a destinação de cerca de R$ 34 milhões em investimento na unidade de Brusque. Este valor será utilizado para fortalecer a estrutura educacional ofertada na cidade.

Um dos projetos é uma construção de quatro pavimentos no espaço do Senai. O local irá abrigar a Escola S, que hoje fica no Jardim Maluche. Além de novos laboratórios, que serão voltados para a formação de profissionais da indústria têxtil.

Visita do Fiesc às indústrias de Brusque

Ao longo do próximo mês, lideranças da federação estarão visitando indústrias de Brusque e região. O objetivo é ter melhor conhecimento do que existe no polo industrial e do seu potencial de crescimento.

Segundo a presidente da Associação Empresarial de Brusque, Guabiruba e Botuverá, Rita Conti, nesta visita será possível melhorar a comunicação e a aproximação com a federação. Com isso, os investimentos passam a ser melhor orientados e evita o surgimento de informações equivocadas.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube