Pular para o conteúdo

Empreendedores talentosos do Território do Bem recebem premiação

  • por

Imagem divulgação

Comerciantes do Território do Bem participaram de ciclo de formação com variadas temáticas para alavancar os seus negócios (Ampliar imagem)

Imagem divulgação

“É uma bênção, vou poder investir no meu projeto. Sempre gostei de costura”, disse Carla Ramos (Ampliar imagem)

Fortalecimento do comércio local e reconhecimento pelo trabalho de quem toca o seu próprio negócio no Território do Bem, que abrange os bairros Itararé, São Benedito, Jaburu, Bairro da Penha, Gurigica, Bonfim, Engenharia e Consolação.

A noite desta quarta-feira (30) foi de festa para os 12 contemplados no 2° Prêmio de Empreendedorismo das Centrais de Empreendedores dos projetos “Economia do Bem” e “Ponto Solidário”, no auditório da Casa do Cidadão, em Itararé. Cada um ganhará a reforma do seu empreendimento, no valor de R$ 7.844,63, com a consultoria técnica de um arquiteto.

Premiados

Para a estilista Carla Ramos, de 28 anos, moradora de São Benedito e empreendedora com a maior pontuação (120 pontos), o prêmio vai alavancar o seu ateliê de costura.

“É uma bênção, vou poder investir no meu projeto. Sempre gostei de costura. Desde pequena, já costurava roupinhas de boneca, fazia arcos e bainhas nas calças do meu pai. Agora, vou ampliar e poder ensinar a arte. Não vendo um produto, eu vendo uma história”.

Já para Sebastião Alves Gonçalves Filho, 36, morador de Jaburu, o prêmio veio na hora certa. “Já tinha um pequeno negócio de água e gás e dividia com outro emprego. Saí dele para me dedicar a esse e, agora, vou abrir uma distribuidora de bebidas em geral. Tinha me inscrito em 2019, mas não consegui, mas não desisti”.

Singrid Deoclécio Borges, 28, moradora de Gurigica, que tem a irmã Simone como sócia, contou que vai melhorar seu empreendimento de lanches e açaí. “O prêmio veio na hora certa porque, com a pandemia, ficou difícil. Temos as entregas, mas, agora, vou poder investir no salão, deixando-o mais atrativo. No curso, aprendi muito sobre fidelização do cliente, não só ganhar, mas conquistá-lo com promoções, e sobre como separar o ganho pessoal do ganho da empresa”.

Economia do Bem
  • Itararé – Lorrayne Monteiro Nascimento e Ariomércia de Jesus Ribeiro
  • São Benedito – Carla Ramos e Tamiris Pereira Rocha
  • Jaburu – Sebastião Alves Gonçalves Filho e José Paulo Cordeiro
  • Bairro da Penha – Gisele Oliveira Rodrigues Fontoura
  • Gurigica – Singrid Deoclécio Borges
  • Consolação – Renata Moraes Pereira Pimenta
Ponto Solidário
  • Mangue Seco – Raquel Teodoro de Souza
  • Andorinhas – Ivan Loureiro Rodrigues
  • Santa Martha – Marisa Fernanda Santos Prudêncio

Recursos

Os recursos para o 2° Prêmio de Empreendedorismo vêm do termo de fomento celebrado entre a Associação Ateliê de Ideias e a Secretaria Municipal de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho/Gerência de Qualificação do Trabalhador, por meio do edital de chamamento público nº 02/2018, do Fundo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor.

“Essa iniciativa leva oportunidades para os empreendedores do Território do Bem, além de possibilitar que outras ações possam ser desenvolvidas na região, beneficiando a economia local e ajudando, inclusive, na geração de emprego e renda”, disse a titular da Semcid, Neuzinha de Oliveira.

Etapas

Para concorrer ao prêmio, era necessário, ao menos, 90% de participação em um ciclo de formação nas áreas de gestão, finanças, marketing, direitos do consumidor, vigilância sanitária, formalização, atendimento, empreendedorismo e sustentabilidade.

No total, 48 comerciantes se inscreveram para o ciclo. Desses, 33 quiseram concorrer ao prêmio. As aulas começaram de forma presencial, em 2020, mas, devido à pandemia, foram realizadas em uma plataforma de aprendizagem virtual.

Finalizando a seleção, houve a apresentação do empreendimento para uma banca julgadora, composta por um representante da Semcid, do Ateliê de Ideias e uma vencedora do prêmio de 2019, que avaliaram boas práticas de sustentabilidade, organização e gestão financeira, destinação adequada do lixo, apoio a outras iniciativas que visam a melhorias para os bairros e como usarão o prêmio.

Imagem divulgação

Prêmio de Empreendedorismo no Território do Bem

Singrid, ao lado do pai e da sócia Simone (irmã) contou que vai melhorar seu empreendimento de lanches e açaí (Ampliar imagem)

Imagem divulgação

Prêmio de Empreendedorismo no Território do Bem

“Com o prêmio, vou abrir uma distribuidora de bebidas em geral”, antecipou Sebastião (Ampliar imagem)