DHPP, Ministério Público do Trabalho e Secretaria de Justiça realizam operação em conjunto

  • por

DHPP, Ministério Público do Trabalho e Secretaria de Justiça realizam operação em conjunto /

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra a Liberdade Pessoal, da Divisão de Proteção à Pessoa do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), participaram nesta terça-feira (17), de uma operação conjunta com membros do Ministério Público do Trabalho e da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, a fim de averiguar denúncias de trabalho análogo ao escravo, na Capital.

Na ação foram vistoriados dois imóveis, na Rua Severino Arboleya Imbernon, Jardim Aurora, na zona leste da cidade.

Em um deles foi constatada a existência de duas oficinas de costura, ambas mantidas por um indivíduo de nacionalidade peruana, que aparentemente explorava em condições degradantes e análogas à escravidão, pelo menos quatro pessoas da mesma nacionalidade. No local foram apreendidos documentos e etiquetas de confecções. As vítimas, por sua vez, foram encaminhadas à sede da especializada para demais providências cabíveis.

No outro imóvel vistoriado não foi constatada situação análoga à escravidão ou irregularidades de cunho trabalhista.   As diligências contaram com a participação de 21 policiais, equipe de perícias, dois procuradores do MPT e do Secretário de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo.Polícia Civil SP