Pular para o conteúdo

Deputado Claudinei visita Cadeia Pública de Jaciara

  • por

Deputado Claudinei com os servidores da Cadeia Pública de Jaciara e Conselho da Comunidade

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) conheceu as instalações e os projetos de ressocialização desenvolvidos na Cadeia Pública de Jaciara, no início do mês de junho. O diretor e policial da unidade, Ricardo Simplício dos Santos, e o presidente do Conselho da Comunidade, Giovani Bianchi, recepcionaram o parlamentar e passaram as devidas informações sobre a instituição.

Atualmente, a unidade conta com 109 recuperandos que realizam atividades de ressocialização que garantem a capacitação e profissionalização deles para o mercado de trabalho, após cumprirem a pena judicial. Dentre elas, estão a horta, marcenaria e artefato de concreto. “Conheci de perto os trabalhos desenvolvidos com os presos e é de suma importância investir nestes projetos para que os presos possam trabalhar, ter uma atividade dentro e fora. Este é um modelo que está dando certo. Me coloquei à disposição para contribuir com as iniciativas da unidade”, posiciona o parlamentar.

Uma das atividades do reeducandos é na horta dentro da unidade

Projetos

De acordo com Ricardo há uma expectativa futura para a elaboração e execução de dois importantes projetos que vão necessitar de recursos, sejam por meio do Poder Judiciário ou com emendas parlamentares oriundas da Assembleia Legislativa. Um deles é a reforma de um espaço para ser instalado a sala de corte e costura. “Já conseguimos máquinas de costura pela Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) por meio de parcerias. Ano passado, fizemos de forma improvisada 7,6 mil máscaras confeccionadas e doadas para a população, mas precisamos adequar o ambiente para continuar essa atividade”, explica o diretor.

O parlamentar conheceu os projetos de ressocialização dentro da unidade

Outro projeto almejado é a construção de uma padaria que iniciaria do zero, sendo que já foi realizado o levantamento dos custos da parte estrutural que chega a ser de cerca de R$ 120 mil. “Infelizmente, não terá como somar com este projeto este ano, pois as minhas emendas já foram destinadas. Mas, a gente pode programar para o final deste ano, para quem sabe, ano que vem, colaborar com recursos para este importante projeto”, diz Claudinei.

Simplício explica que a Cadeia Pública recebe presos de Jaciara, Dom Aquino e Campo Verde. “Quem sabe, em um futuro próximo, teremos condições também de receber os recuperandos de Juscimeira. Assim, melhoria a logística e reduziria as despesas para o Estado, trazendo para eles uma possibilidade de reinserção no mercado de trabalho e na sociedade”, frisa.

Valorização Salarial

Em um momento da visita, Claudinei se reuniu com os outros servidores e debateram sobre a luta para o enquadramento e valorização salarial dos profissionais do Sistema Penitenciário. “Eu visitei 13 polos regionais que envolvem 129 municípios. Visitamos todas as cadeias e uma das reivindicações era a valorização salarial dos policiais penais que já conquistaram muita coisa, como a aprovação da PEC para a carreira da polícia penal, logo terão um Estatuto. Infelizmente, estes servidores estão com os salários muito aquém de outros que arriscam as suas vidas de frente com a bandidagem. Eles enfrentam a periculosidade dentro do Sistema Penitenciário. Estamos na luta! Não tem politicagem, venho da segurança pública e entendo bem a realidade”, declara.

O diretor agradeceu a presença do parlamentar e a preocupação com Jaciara, sendo um dos municípios que ele atuou como delegado da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC). “Estamos ainda na luta para plantar mais condições de ressocialização dos reeducandos para evitar que cometam outros delitos. Para que saiam com um trabalho definido, voltem para as suas famílias e retorno para a sociedade com toda a tranquilidade. E a valorização salarial é um anseio nosso, há bastante tempo”, enfatiza Ricardo.

Ele acrescenta que o trabalho desenvolvido, desde os mais antigos aos modernos, é realizado na busca da excelência. “Nós fazemos o melhor e buscamos ser compatíveis com todos como a polícia militar, civil e bombeiros. É prestar um trabalho de excelência a nível de Estado para a sociedade. A nossa briga como gestores, é sempre estar fazendo um trabalho melhor do que outro”, conclui Simplício.

Informações:
Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa
(65) 99639 9715