De onde vêm as máscaras que nos protegem?

  • por

Quantas máscaras você tem? Já teve que comprar uma porque estava indo a um lugar e esqueceu a sua em casa? Talvez você tenha uma de cada cor para cada dia da semana. Uma mais soltinha, outra mais grande e outra mais pequena… Quantas máscaras? De onde vieram todas essas máscaras? Vieram da China? Seria muita ironia, não é mesmo? Mas não vieram da China e nem dos EUA; vieram, por exemplo, da casa da dona Sandra Vieira!

Encontramos uma reportagem publicada pelo Mercado Trabalho que relata o caso da dona Sandra, uma costureira que teve de se virar em meio a esta pandemia com o setor de confecção sendo muito afetado. Dona Sandra – como apurou a reportagem – sempre trabalhou com costura e nunca imaginara que seria obrigada a buscar a sua renda com a produção de máscaras!

A matéria do Mercado Trabalho diz o seguinte sobre a demanda de máscaras em meio à pandemia: “Graças a obrigatoriedade do uso em muitas cidades e na entrada de estabelecimentos, as costureiras receberam uma enxurrada de pedidos para a confecção de máscaras. O que vem compensando, pelo menos em parte, a queda brusca na produção de peças e roupas ou serviços rotineiros de uma costureira”.

Nós do Instituto Mix de Profissões temos um caso parecido na escola. A professora do curso de Corte e Costura afirmou que também teve de surfar a onda das máscaras! “Estamos fugindo um pouco das dificuldades, desse tempo ruim, através daquilo que contagia o povo, da solidariedade […] já fiz muitas máscaras, ensinei as meninas [alunas do curso] a fazer, elas trocaram ideias de máscaras e trocaram moldes […]”

Não há dúvidas de que 2020 já é um dos anos mais atípicos do nosso jovem século XXI. Mas só nos resta uma opção: continuar! Sim, nós estamos passando por um momento ruim. Mas hoje nós queremos chamar a atenção para exemplos como esses citados a pouco. E os exemplos nos mostram que mesmo com tantas dificuldades nós ainda sabemos como dar um jeito! Sendo assim, mesmo com todos os gráficos, notícias e dúvidas, tenhamos um pouco de confiança em nossa capacidade de superar!

Entretanto, é necessário ser autor e segurar a caneta para escrever a sua própria história. E cabe a você tomar a iniciativa e criar as suas oportunidades. Você deseja se tornar o próximo exemplo ou apenas continuar a ler sobre eles?

Saiba mais, clique aqui para uma oportunidade…

Por Lucas Martins e Matheus Oliveira