Da Bíblia de Gutenberg à Ética para Inteligência Artificial: os 50 acordos históricos que marcaram o mundo da inovação | SEGS

Livro, produzido pela DocuSign, líder mundial em assinaturas eletrônicas, fala sobre inovações indispensáveis nos dias de hoje e provoca a reflexão sobre como ficam as novas ideias e a criatividade em tempos de pandemia

É impensável imaginar esse momento de pandemia sem máquina de costura, GPS, aparelho celular, computador e Internet. Graças a pessoas, que ao longo da História, encheram-se de ousadia e criatividade, além de processos que colocaram esses novos conceitos de pé, há tais recursos disponíveis. Os personagens e invenções dessas e outras criações estão no livro “A História da Inovação em 50 acordos”, da DocuSign, líder em assinaturas eletrônicas, e disponível por download ( link ).

Para Scott Olrich, COO da DocuSing, “o mundo dos negócios é baseado em acordos. Sem eles, não teríamos desenvolvimento, parcerias ou capital. Este é o ponto em que as ideias colidem e o capital intelectual começa a fluir”. Por trás de cada ideia, o livro destaca personagens fundamentais. É o caso do médico brasileiro Vital Brazil. Sensibilizado com o alto índice de vítimas por picada de cobra para a época (cinco mil casos por ano), o jovem pesquisador passou a estudar sobre o assunto. Não fosse esse engajamento a questões de saúde pública, não haveria um olhar para a situação, e as pesquisas, juntamente com o também médico Adolfo Lutz, não chamariam a atenção do Governo. Graças a esse esforço, Vital Brazil descobriu o soro universal e as especificidades contra picadas provocadas por vários tipos de serpentes. O médico ainda doaria a patente ao Governo, o que permitiu que hoje o antídoto seja distribuído gratuitamente aos brasileiros – uma inspiração a centenas de cientistas que atualmente trabalham pela descoberta da cura do COVID-19.

Essa é uma das cinco revoluções brasileiras reveladas pelo livro – que destaca a urna eletrônica, o protagonismo do Proálcool na década de 70, o Ecobras (plástico que permite a decomposição em 180 dias) e o Marco Civil da Internet, em 2014.

Com 97 páginas e um encarte especial contendo uma linha do tempo com as principais inovações, a edição destaca comportamentos essenciais nos inovadores. A ousadia e a coragem foram determinantes para que Johannes Guttemberg convencesse o investidor Johann Fust a emprestar dinheiro para seguir com a empreitada de produzir textos impressos em papel. A iniciativa deu frutos, a nova tecnologia correu o mundo, contribuiu para maiores taxas de alfabetização e influenciou o período do Renascimento.

Há também lições motivacionais até para o que quase deu certo na história recente. É o caso da Netflix, que na década de 90 começou a enviar DVDs pelo correio. Os executivos da Blockbuster, com então oito mil lojas, riram ao examinarem a proposta de parceria da startup ainda iniciante. Uma década depois, a líder inabalável abriu falência e a Netflix nunca mais parou de crescer.

“Nossa proposta, com o livro, é mostrar o que trouxe a humanidade até aqui. As histórias desses inovadores nos inspiram a nos concentrar no que é fundamental para todo o mundo daqui para frente. O jeito de inovar pode até sofrer mudanças, mas não pode parar”, diz Gustavo Brant, Vice-Presidente de Vendas da DocuSign no Brasil.

“A História da Inovação em 50 acordos” conta ainda com os textos sobre o Marco Civil da Internet, por Demo Getscko, do Comitê Gestor da Internet, e diretor-presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto.BR, e da jornalista Cristina De Luca.

Sobre a DocuSign

A DocuSign ajuda organizações a conectarem e automatizarem a maneira como preparam, assinam, agem e gerenciam acordos. Como parte do DocuSign Agreement Cloud, a companhia oferece a solução líder mundial de assinatura eletrônica, permitindo assinar documentos em praticamente qualquer dispositivo, de qualquer lugar com conexão e a qualquer momento. Hoje, mais de 500 mil clientes e centenas de milhões de usuários, em mais de 180 países, usam a DocuSign para acelerar os negócios e simplificar a vida das pessoas.