Pular para o conteúdo

Com pandemia e recessão, comunidade salvou a escola Ratimbum – 29/08/2020 – Elio Gaspari

  • por

As coisas boas também acontecem. Com a pandemia e a recessão, milhares de colégios particulares estão lutando pela vida.

Em julho, a Escola Espaço Ratimbum, de Morungaba, pequena cidade próxima a Campinas, parecia condenada. Sua fundadora, Viviane Catapani, foi buscar ajuda na comunidade. Aos empresários pediu que adotassem alunos com bolsas de estudo. Ao pais das crianças ofereceu descontos a quem pudesse adiantar as mensalidades.

Dono de uma fazenda na região, o empresário Fernando Carramaschi ajudou a mobilização da professora e em menos de dois meses a comunidade salvou a escola. Seis mães de alunas, o dono do posto Shell e pessoas ligadas às empresas Alpina Têxtil e Agropecuária Purininha salvaram a Ratimbum.

A escola recebeu R$ 17 mil, e tem apalavrados outros R$ 41 mil. Dos 52 alunos do colégio, dez terão bolsas de estudo.

Biden pelado

Donald Trump passou quatro anos apanhando. No seu discurso aos republicanos, começou a atirar em Joseph Biden e o candidato americano virará vidraça nos próximos meses.

Noves fora as trapalhadas de seu filho, a turma que lhe dava segurança quando era vice-presidente conta que o ilustre sexagenário tinha o hábito de tomar banho de piscina nu.

Os agentes do Serviço Secreto que protegem o presidente americano e seu vice adoram os republicanos, santificam Ronald Reagan, detestam Jimmy Carter e odeiam Hillary Clinton. Mesmo assim, não falam mal de Barack e Michelle Obama (codinomes “Renegado” e “Renascença”). Ela fazia questão de ser chamada pelo primeiro nome.