“Bairros da Bila” para promover a inclusão social em Vila Real

  • por

Chama-se “Bairros da Bila”. É um projeto de “intervenção concertada para a inovação e inclusão social”, promovido pela autarquia de Vila Real.

Com uma dotação financeira de cerca de 235 mil euros, comparticipados pelo programa operacional Norte 2020, o projeto destina-se aos cerca de 560 agregados familiares dos bairros de habitação social e aos “mais vulneráveis”, como crianças, idosos e minorias, envolvendo cerca de 10 entidades do território.

O projeto pretende a criação de diversas iniciativas que permitam a inclusão social, através de dinâmicas inovadoras que, segundo o presidente da autarquia, Rui Santos, irão contar com vários parceiros de diferentes áreas de intervenção, nomeadamente do terceiro setor e tecido empresarial.

“O principal objetivo deste projeto será essencialmente potencializar a inclusão ativa das comunidades residentes nos bairros sociais de Vila Real”, declara Rui Santos, explicando que “a diversidade, o multiculturalismo, a integração e a empregabilidade são elementos fundamentais deste projeto”.

O projeto prevê a concretização de seis atividades, como o “Espaços Bairros da Bila”, “Há estratégia nos Bairros da Bila”, “Bairros da Bila Solidários”, “Bairros da Bila na Rota da Educação”, “Bairro Empreendedor” e “Bairros da Bila Cuidam”.

Nos “Espaços Bairros da Bila”, a implementar no bairro da Araucária, serão trabalhados o “sentido de identidade e de pertença dos moradores”, enquanto que na iniciativa “Há estratégia nos Bairros da Bila” o objetivo é criar um clube de xadrez e dinamizar relações intergeracionais entre os jovens e os mais velhos.

A iniciativa “Bairros da Bila Solidários” visa a instalação de uma loja social e a definição de objetivos que atribuirão créditos aos moradores que serão, depois, trocados por artigos naquela loja.

Já “Bairros da Bila na Rota da Educação” quer “despertar nas crianças o interesse e a curiosidade pelo mundo empresarial”, para o que vão ser proporcionados contactos entre os mais novos e as empresas.

No “Bairro Empreendedor” vai ser criada uma oficina para a promoção de formações em áreas já identificadas pelos moradores, como carpintaria, costura e estética, e será uma forma de estimular a criação do próprio emprego.

A atividade “Bairros da Bila Cuidam” aponta à constituição de uma rede de cuidadores de proximidade a quem caberá intervir junto dos idosos ou outros dependentes, com vista a combater a solidão e a exclusão social.

O projeto “Bairros da vila” terá como “polo dinamizador” o bairro Francisco Sá Carneiro, na Araucária, mas desenvolver-se-á ainda em São Vicente de Paula, Laverqueira, Vila Nova e Parada de Cunhos.

O “Bairros da Bila – Intervenção concertada para a inovação e inclusão social” vai ser concretizado em dois anos e surge na sequência do investimento da autarquia, na ordem dos dois milhões de euros, nos bairros de habitação social.