Blog, Costura

Bahia Social Vip – O melhor da Bahia em destaque Jean De Just e sua arte

Em 1936 nasceu Yves Henri Donat Mathieu-Saint Laurent em Orão colônia francesa na Argélia, falecendo em 2008 em Paris.

Seu amor pela costura o levou a desenhar e confeccionar vestidos para suas irmãs.Foi estudar na École de La Chambre Syndicate de La Haute Couture.

Ganhou o prêmio de “Melhor Vestido para Coquetel”   aos 17 anos  tornando-se  assistente de Christian Dior . Sua função era desenhar acessórios e elaborar  a produção do atelier. Vez ou outra ele “podia” mostrar croquis da coleção que acabavam fazendo o maior sucesso entre as mulheres.

Colecionador e apaixonado  por obras de arte foi o pioneiro na simbiose  das Artes Plásticas com universo da moda. Vivia em Paris e desfrutava de suas  belissímas casas na Provance, Normandia ,  Marrakech no Marrocos, aliás belíssima!  

Após o  falecimento do grande  Dior, Yves tornou-se o novo estilista da Maison até que em  1962  criou sua própria marca Yves Saint Laurent ou melhor YSL em sociedade com seu amigo Pierre Bergé . Após anos de grande sucesso em 1976 se separam afetivamente mas a união continuou por mais 30 anos.

Suas cores ditaram  tendências nos anos 60  no guarda-roupa da mulher contemporânea e assim Paris tornou-se a capital  mundial da moda.

Foi considerado pela crítica um dos maiores estilista no mundo,apreciador da Pop Art sempre buscando inspiração  nas obras de Mondrian,Picasso, Wesselmann e outros.

Criou o vestido “trapézio” quando era assistente de Dior e em 1960 o vestido “tubinho”, tido como ousado para uma época em que as mulheres usavam saias rodadas.

Claro que fui visitar a  Fundação YSL em Paris!

A exposição  chamada de  Fase Asiática do estilista  retratava suas viagens imaginárias e inspirações para   belas criações com pesquisas criteriosas. Da China, os modelos surgiram com a Ópera de Pequim apresentando  lindas fantasias e adornos. Da Índia, as sedas bordadas a ouro, os botões verdadeiras  joias e belos turbantes. Nos sáris que envolviam o corpo feminino, Tecidos mussolini. Do Japão, que era sua paixão ,desenhou belos quimonos em seda.

As jóias fazem arte do acervo do Museu Nacional de Artes Asiáticas. O acervo  faz parte do legado deixado pelo grande designer da Moda,criador da “prêt-a-poter” que traduzindo  é moda pronta para ser vestida. Além  de acessórios, bolsas, perfumes e  muita inspiração para o mundo do décor.

 Valeu, como valeu… conhecer o Musée YSL em Paris. Acredite !