Blog, Costura

Assistente social se arrisca no ramo de corte e costura após ficar desempregada | Mosaico Baiano

“Fui estudar tutorias na internet de como costurar máscaras. Eu já pintava, fazia em bolsas, toalhas de pratos, mas sempre dava a alguém pra costurar para mim. E, a partir daí, eu comecei a me desenvolver no mundo da costura”, disse.

A empreendedora também falou como a necessidade de sobreviver em tempos difíceis faz com que as pessoas lutem e descubram novas habilidades, e revelou seus planos pós-pandemia. “Assim que essa pandemia acabar, eu vou me especializar melhor na área para eu ter um certificado e vou continuar produzindo. Eu preciso investir, porque acredito que o mercado vai ferver quando a pandemia passar”, completou.