As vendas de longo prazo de Kenshi ultrapassam 1 milhão de cópias – a receita irá para o desenvolvimento da segunda parte

  • por

O estúdio independente Lo-Fi Games, liderado pelo designer de jogos Chris Hunt (Chris Hunt), em outro apelo aos jogadores, anunciou que sua caixa de areia de RPG para um jogador Kenshi atingiu a marca de 1 milhão de cópias vendidas.

Como um lembrete, Kenshi foi um dos primeiros dez jogos a chegar ao Steam graças ao programa Steam Greenlight agora fechado. O projeto está em desenvolvimento há mais de 12 anos e foi lançado para PC (Steam) em dezembro de 2018.

Kenshi está situado em um mundo deserto sem costura de 870 km². As características do jogo são a total liberdade de jogo, a ausência de um enredo como tal e a insignificância do protagonista no contexto da realidade circundante.

«Não poderíamos ter ido tão longe sem a ajuda da comunidade, que esteve conosco desde os primeiros estágios e voltou a Kenshi ao longo dos anos ”, comentou Lo-Fi Games sobre a nova conquista do projeto.

De acordo com os desenvolvedores, a receita da venda do Kenshi agora irá para a produção da segunda peça anunciada em março de 2019. Até agora, a equipe do jogo cresceu para 15 pessoas, e o estúdio tem um novo escritório em Bristol.

Kenshi 2 oferecerá um vislumbre do mundo mil anos antes dos eventos do jogo original. Como parte do apelo, os desenvolvedores demonstraram (vídeo anexado acima) uma das criaturas que viveram naquela época.

A segunda parte está sendo criada com o Unreal Engine, que deverá permitir à equipe “enriquecer ainda mais o visual [dos personagens] e a animação”. Kenshi 2 ainda não tem prazo (mesmo aproximado).