Pular para o conteúdo

Apoio do Cidadania em JP não altera escolha de vice em Campina, diz pré-candidato

  • por

Foto: Ascom

“Campina sempre foi uma cidade econômica e politicamente independente. Não precisa e nunca esteve na esteira de qualquer movimentação política de João Pessoa”.

A afirmação é do pré-candidato à Prefeitura Municipal de Campina Grande pelo PSD, Bruno Cunha Lima, ao comentar a aliança do Cidadania, legenda do governador João Azevêdo, à pré-candidatura de Cícero Lucena, do Progressistas (PP), em João Pessoa.

O questionamento surgiu tendo em vista que o governador apoia os partidos de oposição na Rainha da Borborema, cidade que, por sua vez, conta com uma aliança entre PSD e Progressistas.

De acordo com Bruno, a informação que tem é que o PP deu ao prefeitável Cícero Lucena autonomia de diálogo para compor as alianças na capital paraibana.

“Até onde me consta, foi uma decisão de Cícero receber o apoio do Cidadania e do governador João Azevêdo”, completou ele, em entrevista à Panorâmica FM.

Contudo, o pré-candidato apontou que, de acordo com os diálogos que tem tido na cidade, Campina Grande é uma prioridade para o Progressistas, principalmente devido à ligação do atual vice-prefeito Enivaldo Ribeiro (PP), que mora na Rainha da Borborema independentemente de eleição.

– Eu acredito que Campina é uma prioridade e que isso não vai interferir, até porque se qualquer costura em um município saísse afetando os demais, em João Pessoa, por exemplo, o Cidadania teria, provavelmente, que apoiar Nilvan [Ferreira], já que o Cidadania apoia Roberto Paulino em Guarabira. Eu acho que cada cidade é uma realidade – finalizou.