Blog, Costura

a moda voltou para ficar?

Há algumas semanas, a gigante dos calçados Rider lançou uma coleção de sandálias confortáveis de ficar em casa ideal para os tempos de isolamento. Agora, pensando na retomada das atividades ao ar livre, a marca está colocando no mercado 3 novos modelos de papete para serem usadas em trilhas ao ar livre e nos grandes centros urbanos.

Mais robustos do que modelos convencionais, os novos calçados da coleção Rider Commuter Pack são fabricados com solados de PVC mais resistentes a pisos irregulares, tiras de tecido cachel com costura reforçada e palmilhas de Poliuretano, um material altamente durável e flexível que é amplamente utilizado na indústria de calçados. 

Papetes da Rider: os modelos são mais resistentes a pisos desafiadores.

Papetes da Rider: os modelos são mais resistentes a pisos desafiadores. (Rider/Reprodução)

A coleção, que estará disponível nas lojas oficiais da Rider e de parceiras da marca no dia 10 de dezembro, é composta por três papetes com diferentes estilos e por um chinelo que não foge muito do que a marca já entrega, mas que promete durar mais.

O chinelo sairá a partir de 149.99 reais, as papetes comuns (com tiras no calcanhar) por 199,99 reais, e as patetes Ad – Slide (sem tirar no calcanhar), por 229,99 reais. 

Papetes da Rider: a proposta dos calçados é também serem calçados nos centros urbanos.

Papetes da Rider: a proposta dos calçados é também serem calçados nos centros urbanos. (Rider/Reprodução)

Segundo a Rider, ” a coleção foi desenvolvida para os novos exploradores urbanos e para ser usada em viagens de conexão com a natureza”, como trilhas em pisos mais desafiadores. 

Os pés do verão calçarão papetes?

Para além do lançamento da marca brasileira, tanto aqui quanto lá fora, as polêmicas papetes vem ganhando mais espaço no mundo da moda desde que a pandemia começou.

Tido como um calçado mais confortável, que firma melhor o pé e permite que eles respirem, o artigo voltou com tudo nos desfiles de moda do verão europeu — e também promete marcar presença nos dias mais quentes do hemisfério sul.

Se para alguns o calçado de tiras grossas ainda é visto como o inimigo da estética agradável, para outros, as papetes foram eleitas como a veste oficial da quarentena.

Na Europa, fashionistas famosas do estilo StreetWear, como a dinamarquesa Pernille Teisbaek e a alemã Lois Opoku não só adotaram como vivem exibindo suas papetes de luxo nas redes sociais. 

Papetes da Chanel: o modelo mais barato custa 1.200 dólares.

Papetes da Chanel: o modelo mais barato custa 1.200 dólares. (Chenel/Reprodução)

Até mesmo marcas de luxo entraram na onda. Há algumas semanas, até a gigante do luxo Chanel lançou sua própria coleção de papetes. E se você é daqueles que acha que o item datado não vale muito, saiba que não é bem assim. Para colocar uma papete Chanel nos pés, é preciso desembolsar, no mínimo, 1.200 dólares (pouco mais de 6 mil reais na cotação atual).